FESTIVAL BETA

Numa noite graciosa do longínquo ano de 2019, tivemos no histórico Cinema Odeon, na Cinelândia, este que é dos últimos baluartes do cinema de rua do Rio, a primeira edição do nosso querido Festival Beta, com direito a tapete vermelho e muita pipoca! Renascia, agora com nome e cara e casa novos, o já a essa altura tradicional Prêmio ESPM de Audiovisual Universitário, “de cuyo nombre no quiero acordarme”, diria Cervantes no Quixote, pois tal empreendimento tão graciosamente quixotesco - porque estudantil, jovem, sonhador, mas aguerrido e brabo, como é comum se dizer -, hoje é mais chamado, apenas, e muy carinhosamente, de BETA, pela estudantada em seu dia a dia.

 

E tal festival, que sempre teve por objetivo promover e dar visibilidade à produção audiovisual de nossos estudantes, feito até então na garra pelo Cineclube dos estudantes de cinema da ESPM Rio, renascia não só com novo nome e endereço, mas também com auxílio luxuoso de uma nova parceria, outro núcleo de estudantes, o Cinestesia. Foi a união dos Brabos e das Brabas todas dessas instituições de que tanto nos orgulhamos.

 

Naquela primeira edição, o Festival também se abriu para mais escolas e até mesmo para fora do Estado do Rio de Janeiro. Ao fim, foram entregues os 17 troféus, em variadas categorias de premiação, que traziam a imagem da saíra-sete-cores, ave nativa da região da Mata Atlântica e símbolo do nosso festival: ela batia suas asas ali também, pela primeira vez, criada pelo núcleo de estudantes de Design da ESPM-Rio, StudioD. Além deles, também foi destinado o Prêmio Beta Crucis ao filme que, de maneira relevante, abordou questões de representatividade e direitos humanos. Quando veio, em 2020, uma letal e disruptiva Pandemia, o Beta Crucis – palavra que se refere à estrela que simboliza o estado fluminense na Bandeira Nacional – se tornou uma mostra digital, paralela ao festival, mantendo a luz acesa em meio às trevas. O caráter digital, na verdade, já estava presente desde a a primeira edição no Odeon: lá, o público recebia um link para votação do Prêmio do Júri Popular, votando nos filmes a que assistia em cada sessão.

 

Enfim, hoje, em 2021, graças aos esforços resilientes dos estudantes desses núcleos e seus professores orientadores, e demais funcionários da ESPM Rio, que se ajudam tanto, vivemos outro belo renascimento. O Beta Crucis parte agora para uma segunda edição completa, e, como tantas outras coisas desses tempos de afetividade remota, também em formato completamente digital.

 

Gostaríamos, mais uma vez, de convidar todos para prestigiar as exibições.

 

Site do Festival Beta:

https://festivalbeta.espm.edu.br/

.