PRÉ-SOCINE

A Pré-Socine 2021 convida vocês para mais uma troca de experiências sobre histórias de salas de cinema e memória das audiências cinematográficas. Neste ano, com uma versão reduzida, a programação da Pré-Socine incluirá a exibição do recém-lançado curta metragem “Cinema é drops” (2021), de Aline Castella, seguida de um bate-papo sobre o atual contexto dos filmes sobre cinemas no Brasil. Na mesa do debate, estarão a realizadora do filme e a egressa do curso de graduação em Cinema e Audiovisual da ESPM Rio, Natália Stadler, que trabalhou como assistente de pesquisa e still na produção. A pesquisadora Talitha Ferraz fará a mediação da conversa. O evento ocorrerá no dia 25 de outubro, das 15h às 17h, na plataforma do ZOOM (o link de acesso será futuramente informado para todas as pessoas inscritas no XXIV Encontro da Socine). 

Serviço:
Pré-Socine 2021 - XXIV Socine 

Dia 25 de outubro, das 15h às 17h. 

Sessão do filme “Cinema é Drops” (16’19’’, 2021) seguida de debate com a realizadora Aline Castella e a assistente de pesquisa e still, Natália Stadler.  

Mediação: Talitha Ferraz (ESPM Rio / PPGCine-UFF).

 

Sinopse do filme: Desde 1897, o Cinema se faz presente em Petrópolis e suas histórias ainda permeiam a memória afetiva do público. E as histórias de Cinema estão mais vivas que nunca. O Cinema de Rua morreu. Viva o Cinema de Rua! 

A Pré-Socine é um evento que, desde 2017, antecede as edições do Encontro da Socine. Criada no âmbito do ST Exibição cinematográfica, espectatorialidades e artes da projeção no Brasil, as programações desta atividade livre priorizam a revisão do olhar hegemônico da História do Cinema a partir da valorização do pensamento sobre os espaços da exibição cinematográfica, suas inserções sócio-urbanas e sociopolíticas, e articulações com a fruição fílmica.  

 

Os debates, palestras, oficinas, excursões arqueológicas em busca de cinemas perdidos e sessões de filmes que compõem as edições da Pré-Socine têm como foco as experiências pessoais e comunitárias e os desdobramentos relativos à interação coletiva entre as audiências e as salas de cinema das cidades que recebem a Socine anualmente.  

O objetivo é sempre dialogar e aprender com as diversidades históricas, culturais, econômicas, afetivas, sensoriais, espectatoriais, arquitetônicas, espaciais e de preservação que atravessam os contextos cinematográficos e audiovisuais locais. O nosso esforço se faz através do deslocamento da grande História do Cinema para as memórias dos públicos e as micro histórias, historiografias, cartografias e arqueologias das salas de cinema convencionais e demais formatos de exibição

.

web_Cartaz-Aline-FINAL.jpg